Com uma safra de milho recorde nos silos e o presidente do Brasil na mão, a FS Bioenergia inaugurou na sexta-feira a primeira usina de etanol.

FS Bioenergia, de propriedade privada, disse que a planta produzirá cerca de 240 milhões de litros (63,4 milhões de galões dos EUA)
FS Bioenergia, de propriedade privada, disse que a planta produzirá cerca de 240 milhões de litros (63,4 milhões de galões dos EUA)

SAO PAULO (Reuters) – Com uma safra de milho recorde nos silos e o presidente do Brasil na mão, a FS Bioenergia inaugurou na sexta-feira a primeira usina de etanol do país, que processa apenas o milho no centro da potência sul-americana.

O presidente Michel Temer se juntou na inauguração do ministro da Agricultura, Blairo Maggi, que prometeu o apoio do governo ao etanol à base de milho: uma inovação em um país que há muito fazia o etanol de forma mais eficiente da cana-de-açúcar.

A FS Bioenergia, de propriedade privada, disse que a planta produzirá cerca de 240 milhões de litros (63,4 milhões de galões dos EUA) de etanol a partir de milho a cada ano, além de 6.200 toneladas de óleo de milho e 60.000 megawatts de energia.

Os dignitários disponíveis para comemorar a nova fábrica no estado de Mato Grosso, o principal produtor de grãos do Brasil, ressalta o quão ansioso o país é encontrar novos pontos de venda para a produção de milho em alta.

“Se tivéssemos 10 plantas como esta, poderíamos absorver cerca de 6 milhões de toneladas de milho no mercado”, disse Maggi, que lamentou a escassa demanda de colheita abundante do Brasil na visita ao seu estado natal. “Os preços atuais nem sequer cobrem os custos de produção”.

Uma segunda colheita anual de milho, plantada após a colheita de soja, fez do Brasil o segundo maior exportador de cereais do mundo e um dos principais concorrentes dos Estados Unidos nos mercados globais.

A segunda colheita de milho representa cerca de 68% da safra total de milho do Brasil. O Mato Grosso, onde a produção cresceu exponencialmente ao longo dos anos, representa quase um terço da produção total de milho do país, de acordo com a associação de agricultores Aprosoja.

FS Bioenergia é uma joint venture entre a Fiagril Participações do Brasil e o Summit Agricultural Group, com sede nos EUA.

O etanol de base de milho é uma novidade em um país produzindo etanol a partir de cana-de-açúcar, uma vez que o governo na década de 1970 iniciou seu programa de biocombustíveis para encontrar uma alternativa aos combustíveis à base de óleo durante os choques de abastecimento de petróleo. Atualmente existem cerca de 360 ​​plantas à base de cana.

Produtores de etanol dizem que é muito mais eficiente usar cana que milho, em termos de energia utilizada no processo. Mas o amplo suprimento de milho do Brasil pode reduzir a diferença entre os dois sistemas em termos de custos.

Reportagem de Ana Mano e Roberto Samora; Editando por Dan Grebler

https://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/milho-1-1024x594.jpghttps://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/milho-1-150x87.jpgRede AlmeidenseNoticiaCom uma safra de milho recorde nos silos e o presidente do Brasil na mão, a FS Bioenergia inaugurou na sexta-feira a primeira usina de etanol. SAO PAULO (Reuters) - Com uma safra de milho recorde nos silos e o presidente do Brasil na mão, a FS Bioenergia inaugurou na...Notícia de política e informações financeiras.