A empresa brasileira de petróleo, Petróleo Brasileiro SA, reduziu os preços da gasolina que vende no Brasil, abaixo da paridade

O logotipo da empresa petrolífera estatal brasileira Petrobras é visto em um tanque na refinaria Petrobras Paulinia em Paulínia, Brasil, 1 de julho de 2017.
O logotipo da empresa petrolífera estatal brasileira Petrobras é visto em um tanque na refinaria Petrobras Paulinia em Paulínia, Brasil, 1 de julho de 2017.

RIO DE JANEIRO (Reuters) – A empresa brasileira de petróleo, Petróleo Brasileiro SA, reduziu os preços da gasolina que vende no Brasil, abaixo da paridade com o combustível importado dos Estados Unidos, reduzindo as margens de lucro para recuperar o mercado.

A Petrobras, como a empresa é comumente conhecida, reduziu consideravelmente a diferença de preços entre o valor da gasolina vendida em suas refinarias eo preço à vista no Golfo do México dos EUA desde o início de julho, quando anunciou mudanças em seus preços para adotar ajustes quase diários , De acordo com especialistas do mercado de combustível.

Um relatório da consultoria Tendências mostra os preços da gasolina da Petrobras no Brasil desde a adoção da nova estratégia variaram de 0,05 reais por litro acima do preço spot do Golfo até 0,03 reais abaixo dessa referência.

Isso se compara aos preços antes da nova política de 0,21 real em média acima da gasolina local do Golfo.

Ao contabilizar os custos de importação, a gasolina da Petrobras custa menos do que o produto importado dos EUA, disse Walter Vitto, analista da Tendências.

Por exemplo, a gasolina da Petrobras custa 0,16 reais por litro menos do que a gasolina importada nos EUA no Brasil a partir de 1º de agosto, de acordo com dados da consultoria.

Adriano Pires, consultor do Centro de Infraestrutura do Brasil (CBIE), disse que a mudança mostra como a Petrobras continua a mudar seus métodos para práticas de mercado, deixando para trás uma época em que a empresa costumava perder bilhões de dólares por ano, mantendo os preços da gasolina artificialmente baixos para Ajudar o governo a controlar a inflação.

A Petrobras disse que não comentaria suas estratégias de preços de combustíveis.

A empresa endetada perdeu participação de mercado em combustível importado nos últimos meses, quando o preço muito acima do mercado internacional aumentou as receitas.

As importações de gasolina subiram 70% no primeiro trimestre, em comparação com o mesmo período do ano anterior, de acordo com números do regulador de petróleo brasileiro ANP.

As operações de refinaria diminuíram para cerca de 75% da capacidade, o que compara a cerca de 95% em 2014, também de acordo com a ANP.

Os distribuidores de combustível acreditam que a nova política de preços pode funcionar para reduzir as importações.

Marcelo Alecrim, diretor executivo da Alesat, o quarto maior distribuidor de combustível do Brasil, disse à Reuters que a nova política provavelmente impedirá a importação oportunista, só porque era fácil de lucrar.

“A partir de agora, acredito que apenas os jogadores mais profissionais lidam com as importações”, disse ele.

Reportagem e redação adicionais de Marcelo Teixeira em São Paulo; Editando por Bill Trott

https://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/petrobras-reduziu-1024x627.jpghttps://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/petrobras-reduziu-150x92.jpgRede AlmeidenseNoticiaA empresa brasileira de petróleo, Petróleo Brasileiro SA, reduziu os preços da gasolina que vende no Brasil, abaixo da paridade RIO DE JANEIRO (Reuters) - A empresa brasileira de petróleo, Petróleo Brasileiro SA, reduziu os preços da gasolina que vende no Brasil, abaixo da paridade com o combustível importado dos...Notícia de política e informações financeiras.