Governo federal anuncia envio de 800 policiais para atuar na segurança do RJ. Decisão foi tomada durante reunião no Planalto entre o presidente Michel Temer e o governador Luiz Fernando Pezão. Efetivo federal vai auxiliar tropas estaduais no combate à violência.

Governo federal anuncia envio de 800 policiais para atuar na segurança do RJ
Governo federal anuncia envio de 800 policiais para atuar na segurança do RJ

Os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Sérgio Etchegoyen (Gabinete de Segurança Institucional) anunciaram nesta quinta-feira (20) o envio de 380 homens da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e 420 da Força Nacional ao Rio de Janeiro para atuar na segurança pública do estado. Atualmente, a Força Nacional já mantém 200 policiais no estado.

Ainda de acordo com os dois ministros, o reforço de efetivo atuará no Rio de Janeiro pelos próximos 18 meses.

A decisão foi tomada durante reunião no final da manhã desta quinta, no Palácio do Planalto, entre o presidente Michel Temer, o governador licenciado do Rio, Luiz Fernando Pezão, e o governador em exercício do estado, Francisco Dornelles. O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), também acompanhou a conversa.

Segundo a assessoria da Presidência, além dos ministros da Defesa e do GSI, também participaram do encontro os ministros Eliseu Padilha (Casa Civil), Moreira Franco (Secretaria-Geral), e José Levi (interino da Justiça), além do secretário nacional de Segurança Pública, general Carlos Alberto Santos Cruz, e do diretor-geral da Agência Brasileira de Inteligência (Abin), Janér Tesch.

Plano Nacional de Segurança

Ao final do encontro com Temer, Pezão concedeu uma entrevista coletiva no Palácio do Planalto. O governador licenciado disse aos repórteres que ele e Dornelles ficaram satisfeitos com a inclusão do Rio no Plano Nacional de Segurança.

Em junho, o governo federal apresentou as ações do Plano Nacional de Segurança voltadas para o Rio. Contudo, não houve detalhamento das atividades, com foco no combate aos homicídios, modernização do sistema penitenciário e o enfrentamento ao crime organizado.

A demora na implantação do plano e a crise da segurança motivou uma série de críticas de autoridades nos últimos dias. Na terça-feira (18), o prefeito Marcelo Crivella e o vice-governador Francisco Dornelles (PP) cobraram maior agilidade da União.

No mesmo dia, Rodrigo Maia usou o Facebook para cobrar a agilidade na assinatura do acordo de recuperação fiscal e na execução das medidas do plano de segurança.

“Nós perdemos completamente o controle da segurança pública no Rio, ninguém consegue mais se locomover com tranquilidade. Estamos cobrando diariamente do ministro Henrique Meirelles a assinatura do acordo de recuperação fiscal para que a gente comece a reorganizar o estado”, afirmou o democrata no post.

Pezão

Pezão interrompeu licença médica para participar do encontro em Brasília nesta quinta-feira. O governador saiu de licença e, no sábado (15), se hospedou em um spa de luxo em Penedo (RJ).

A passagem do peemedebista pelo local foi alvo de críticas de servidores públicos estaduais, cujos salários estão atrasados.

http://redealmeidense.com.br/rio-de-janeiro/wp-content/uploads/2017/07/Governo-1024x582.jpghttp://redealmeidense.com.br/rio-de-janeiro/wp-content/uploads/2017/07/Governo-150x150.jpgrjUncategorizedGoverno federal anuncia envio de 800 policiais para atuar na segurança do RJ. Decisão foi tomada durante reunião no Planalto entre o presidente Michel Temer e o governador Luiz Fernando Pezão. Efetivo federal vai auxiliar tropas estaduais no combate à violência. Os ministros Raul Jungmann (Defesa) e Sérgio Etchegoyen (Gabinete...Todas as Notícias do Rio de Janeiro - Brasil