Chile terá segundo turno com Piñera e Guillier. Segundo turno será no dia 17 de dezembro. Com 99% das urnas apuradas, ex-presidente Sebastián Piñera tem 36% dos votos e o senador governista Alejandro Guillier, 22%.

Local de votação é preparado em Santiago, no Chile (Foto: Carlos Garcia Rawlins/REUTERS)
Local de votação é preparado em Santiago, no Chile (Foto: Carlos Garcia Rawlins/REUTERS)

s eleições no Chile, realizadas neste domingo (19), irão a segundo turno. A disputa será entre o ex-presidente Sebastián Piñera, que tem 36% dos votos com 99% das urnas apuradas, e o jornalista e senador governista Alejandro Guillier, com 22%, informa o órgão eleitoral do país. O segundo turno será no dia 17 de dezembro.

Além de escolher o substituto de Michelle Bachelet na presidência, os chilenos votaram para renovar o Parlamento e conselhos regionais.

Veja resultado parcial com 99,89% das urnas apuradas:

Sebastián Piñera – 36,64%
Alejandro Guillier – 22,70%
Beatriz Sánchez – 20,27%
José Antonio Kast – 7,93%
Carolina Goic – 5,88%
Marco Enríquez-Ominami – 5,71%
Eduardo Artés – 0,51%
Alejandro Navarro – 0,36%

As pesquisas eleitorais já indicavam a possibilidade de segundo turno entre Piñera e Guillier. Na apuração dos votos, surpreendeu o desempenho de Beatriz Sánchez, candidata da estreante Frenta Ampla, o equivalente ao Podemos espanhol. Na última pesquisa eleitoral do Centro de Estudos Públicos do Chile, ela apareceu com 8,5% das intenções de voto – Piñera tinha 44,4% das preferências e Guillier, 19,7%.

Reações
O ex-presidente do Chile Sebastián Piñera se mostrou confiante em ganhar o segundo turno das eleições presidenciais. “Estamos contentes porque esta noite conseguimos um grande resultado eleitoral, e, sobretudo, porque abrimos as portas que nos conduzirão para tempos melhores”, ressaltou Piñera. Ele, que já governou o país entre 2010 e 2014, declarou: “Precisamos resgatar a liderança, o dinamismo e o progresso que nos arrebataram”.

Já Alejadro Guillier também demonstrou otimismo. “Ganharemos em dezembro (…), o Chile quer outro caminho e o expressou no voto”, afirmou o senador independente, que concorreu com uma candidatura cidadã respaldada por seis dos sete partidos da coalizão governante. “Esta noite começa um novo Chile, mais amplo, diverso e solidário”, destacou Guillier.

Ônibus incendiado

De acordo com a EFE, o clima de tranquilidade durante a votação foi afetado nas primeiras horas do dia pela queima de dois ônibus, um em Santiago e outro na região da Araucanía, onde também foram incendiados um galpão e um trator e estradas foram bloqueadas com árvores previamente derrubadas que depois foram queimadas, segundo informou o subsecretário do Interior, Mahmoud Aleuy.

O candidato Piñera teve a sede de seu comitê eleitoral ocupada neste domingo por um grupo de jovens de extrema-esquerda que posteriormente foram retirados e detidos pela polícia.

http://redealmeidense.com.br/politica/wp-content/uploads/2017/12/2017-11-19t113313z-533904765-rc13eaffe220-rtrmadp-3-chile-election-1024x683.jpghttp://redealmeidense.com.br/politica/wp-content/uploads/2017/12/2017-11-19t113313z-533904765-rc13eaffe220-rtrmadp-3-chile-election-150x100.jpgpoliticapoliticaChile terá segundo turno com Piñera e Guillier. Segundo turno será no dia 17 de dezembro. Com 99% das urnas apuradas, ex-presidente Sebastián Piñera tem 36% dos votos e o senador governista Alejandro Guillier, 22%. s eleições no Chile, realizadas neste domingo (19), irão a segundo turno. A disputa será...Últimas notícias sobre a política no Brasil e Mundo