Criadores de “Game of Thrones” contarão história da guerra civil dos EUA em realidade alternativa

Criadores de “Game of Thrones” contarão história da guerra civil dos EUA em realidade alternativa

Os criadores do sucesso da HBO “Game of Thrones” têm sua próxima série programada para o canal de TV a cabo

Os criadores do sucesso da HBO “Game of Thrones” têm sua próxima série programada para o canal de TV a cabo


LOS ANGELES (Reuters) – Os criadores do sucesso da HBO “Game of Thrones” têm sua próxima série programada para o canal de TV a cabo, mas esta não possui dragões ou um exército de mortos-vivos.

David Benioff e Dan Weiss, que adaptaram “Game of Thrones” dos livros “As Crônicas de Gelo e Fogo”, de George R. R. Martin, irão escrever e dirigir a série original “Confederate”, informou a HBO nesta quarta-feira.

A série se passa em uma realidade alternativa em um país onde a escravidão ainda é legal e Estados norte-americanos do sul se separaram. A HBO informou que a série é uma “crônica de eventos que levam à Terceira Guerra Civil Americana”.

A série irá explorar perspectivas incluindo combatentes da liberdade, caçadores de escravos, políticos, jornalistas e abolicionistas em ambos lados, informou a HBO em comunicado.

“Confederate” é um mundo afastado de dragões, exércitos de mortos-vivos e mágicas na ambientação medieval de “Game of Thrones”, onde facções rivais lutam pelo controle dos Sete Reinos de Westeros.

Benioff e Weiss disseram ter inicialmente concebido “Confederate” como um longa-metragem, mas que o sucesso de “Game of Thrones” os convenceu “que ninguém fornece uma tela maior e melhor para contar histórias do que a HBO”.

Não foram fornecidos mais detalhes sobre a nova série, elenco ou quando irá estrear.

O anúncio acontece num momento em que Benioff e Weiss seguem para a temporada final de “Game of Thrones”, programada para ser concluída no ano que vem. O primeiro episódio da sétima temporada teve audiência recorde no domingo, com cerca de 16,1 milhões de espectadores nos EUA, segundo a HBO.

Reportagem de Piya Sinha-Roy

Deixe uma resposta