O ex-magnata brasileiro Batista deixa prisão por prisão domiciliar antes de um julgamento por acusações de corrupção.

O ex-bilionário Eike Batista (C) deixa a sede da Polícia Federal depois de dar um testemunho no Rio de Janeiro, Brasil, 31 de janeiro de 2017. REUTERS / Ueslei Marcelino
O ex-bilionário Eike Batista (C) deixa a sede da Polícia Federal depois de dar um testemunho no Rio de Janeiro, Brasil, 31 de janeiro de 2017. REUTERS / Ueslei Marcelino

Eike Batista, o magnata de mineração e petróleo que já foi o homem mais rico do Brasil, deixou a prisão no domingo para prisão domiciliar antes de um julgamento por acusações de corrupção.

Batista foi preso desde 30 de janeiro depois de passar quatro dias em Nova York como fugitivo. Ele será julgado junto com um ex-governador do Rio de Janeiro que supostamente recebeu milhões de subornos do ex-bilionário.

O juiz da Corte Suprema do Brasil, Gilmar Mendes, ordenou na sexta-feira a libertação de Batista da prisão, dizendo que os crimes que o ex-magnata enfrentou não envolveu violência ou ameaças a outros.

Os promotores federais acusam Batista, o ex-governador Sérgio Cabral e outros sete de facilitar o enxerto e esconder fundos ilegais em empresas estrangeiras.

Cinco anos atrás, Batista, 60, tinha um patrimônio líquido superior a US $ 30 bilhões e estava entre as 10 pessoas mais ricas do mundo, de acordo com Forbes.

Os promotores alegam que Batista pagou US $ 16,5 milhões ao ex-governador do Rio de Janeiro por seus negócios para ganhar lucrativos contratos governamentais.

(Reportagem de Brad Brooks, edição de Nick Zieminski)

http://redealmeidense.com.br/noticia/wp-content/uploads/2017/04/O-ex-bilionário-Eike-Batista-C-deixa-a-sede-da-Polícia-Federal.jpghttp://redealmeidense.com.br/noticia/wp-content/uploads/2017/04/O-ex-bilionário-Eike-Batista-C-deixa-a-sede-da-Polícia-Federal-150x97.jpgnoticiaBrasilO ex-magnata brasileiro Batista deixa prisão por prisão domiciliar antes de um julgamento por acusações de corrupção. Eike Batista, o magnata de mineração e petróleo que já foi o homem mais rico do Brasil, deixou a prisão no domingo para prisão domiciliar antes de um julgamento por acusações de corrupção. Batista...Política - Economia - Negócios - Mercado financeiro.