Com pressão no atacado e no varejo, IGP-10 acelera alta a 0,60% em maio, aponta FGV
Calculado pela Fundação Getúlio Vargas (FGV). A metodologia de cálculo é idêntica à do IGP-M. Mede a variação dos preços entre os dias 11 do mês anterior e o dia 10 do mês de referência.

Com pressão no atacado e no varejo, IGP-10 acelera alta a 0,60% em maio. A alta dos preços no atacado e no varejo mostraram maior pressão e o Índice Geral

SÃO PAULO (Reuters) – A alta dos preços no atacado e no varejo mostraram maior pressão e o Índice Geral de Preços-10 (IGP-10) registrou avanço de 0,60 por cento em maio, contra alta de 0,40 por cento no mês anterior, informou a Fundação Getúlio Vargas (FGV) nesta segunda-feira.

A FGV informou que o Índice de Preços ao Produtor Amplo-10 (IPA-10), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, subiu 0,64 por cento em maio, depois de ter subido 0,35 por cento no mês anterior.

Já o Índice de Preços ao Consumidor-10 (IPC-10), que responde por 30 por cento do índice geral, registrou alta de 0,60 por cento, contra avanço de 0,43 por cento em abril.

O Índice Nacional de Custo da Construção-10 (INCC-10), por sua vez, subiu 0,33 por cento no período, contra alta de 0,67 por cento no mês anterior.

O IGP-10 calcula os preços ao produtor, consumidor e na construção civil entre os dias 11 do mês anterior e 10 do mês de referência.

(Por Camila Moreira)

http://redealmeidense.com.br/noticia/wp-content/uploads/2016/05/Com-pressão-no-atacado-e-no-varejo-IGP-10-acelera-alta.jpghttp://redealmeidense.com.br/noticia/wp-content/uploads/2016/05/Com-pressão-no-atacado-e-no-varejo-IGP-10-acelera-alta-150x150.jpgnoticiaEconomiaCom pressão no atacado e no varejo, IGP-10 acelera alta a 0,60% em maio. A alta dos preços no atacado e no varejo mostraram maior pressão e o Índice Geral SÃO PAULO (Reuters) - A alta dos preços no atacado e no varejo mostraram maior pressão e o Índice...Política - Economia - Negócios - Mercado financeiro.