Exército da Síria faz ofensiva em reduto rebelde de Idlib. Com a ajuda das milícias respaldadas pelo Irã e do poder aéreo russo.

O Exército Sírio, oficialmente chamado de Exército Árabe Sírio, é o componente terrestre das Forças Armadas da Síria
O Exército Sírio, oficialmente chamado de Exército Árabe Sírio, é o componente terrestre das Forças Armadas da Síria

BEIRUTE (Reuters) – O exército da Síria e seus aliados pressionaram ainda mais o maior reduto rebelde no país neste domingo, capturando uma cidade e várias aldeias enquanto se aproximavam de um aeroporto militar, informou uma unidade de mídia pró-Damasco e um monitor de conflitos armados.

As forças leais a Bashar al-Assad intensificaram nos últimos dias a ofensiva na província de Idlib, no sul do país, avançando para o aeroporto de Abu-al-Duhur, capturado por forças rebeldes em setembro de 2015.

O exército sírio e seus aliados “ganharam controle sobre a cidade de Sinjar”, à 14 quilômetros de Abu al-Duhur, e três aldeias a oeste, informou uma unidade de mídia administrada por Assad.

Com a ajuda das milícias respaldadas pelo Irã e do poder aéreo russo, as forças de Assad vêm desde o início de outubro ganhando terreno no território rebelde de Idlib e na província de Hama, no nordeste do país.

O Observatório da Síria para Direitos Humanos disse neste domingo que o exército havia conquistado mais de 95 vilas em Hama e Idlib desde 22 de outubro, incluindo cerca de 60 apenas em Idlib nos últimos 14 dias.

Por Dahlia Nehme

https://redealmeidense.com.br/mundo/wp-content/uploads/2018/01/syrian_armyy.jpghttps://redealmeidense.com.br/mundo/wp-content/uploads/2018/01/syrian_armyy-150x150.jpgMundoUncategorizedExército da Síria faz ofensiva em reduto rebelde de Idlib. Com a ajuda das milícias respaldadas pelo Irã e do poder aéreo russo. BEIRUTE (Reuters) - O exército da Síria e seus aliados pressionaram ainda mais o maior reduto rebelde no país neste domingo, capturando uma cidade e várias aldeias...As últimas notícias sobre o mundo: Notícia - Política - Economia e Negócios.