Cuiabá é um município brasileiro, capital do estado de Mato Grosso, Região Centro-Oeste do país. Fundado em 1719 por Pascoal Moreira Cabral e descoberto por Miguel Sutil, ambos bandeirantes nascidos na cidade de Sorocaba-SP, ficou praticamente estagnada desde o fim das jazidas de ouro até o início do século XX.

Cuiabá - Região do Coxipó
Cuiabá – Região do Coxipó

Desde então, apresentou um crescimento populacional acima da média nacional, atingindo seu auge nas décadas de 1970 e 1980. Nos últimos 15 anos, o crescimento diminuiu, acompanhando a queda que ocorreu na maior parte do país. Hoje, além das funções político-administrativas, é o principal pólo industrial, comercial e de serviços do estado.

Cuiabá

É conhecida como “cidade verde”, por causa da grande arborização. Situa-se na margem esquerda do rio de mesmo nome e forma uma conurbação com o município vizinho, Várzea Grande.

Calçadão em Cuiabá
Calçadão em Cuiabá

Segundo estimativas de 2016 feitas pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, a população de Cuiabá é de 585.367 habitantes, enquanto que a população da conurbação é de 856.706; já sua região metropolitana possui 887.410 habitantes e o colar metropolitano quase 1 milhão; sua mesorregião possui 1.105.132 habitantes, o que faz de Cuiabá uma pequena metrópole no centro da América do Sul.

A cidade foi umas das 12 sedes da Copa do Mundo FIFA de 2014, representando o Pantanal (a cidade se situa a cerca de 100 quilômetros da região pantaneira).

Já o Estado de Mato Grosso alcançou um superávit de 3,5 bilhões de dólares estadunidenses no primeiro quadrimestre de 2012, valor 32 por cento superior ao registrado no mesmo período do ano anterior, quando chegou a 2,65 bilhões de dólares estadunidenses.

Catedral, no centro da cidade.
Catedral, no centro da cidade.

Os valores acumulados com as exportações até abril foram de 3,93 bilhões de dólares estadunidenses, num incremento de 26,8 por cento sobre o montante de 3,1 bilhões obtido entre janeiro e abril de 2011.

O saldo comercial no período foi favorecido pela redução de 5,3 por cento nas importações, que caíram de 450,224 milhões de dólares estadunidenses no acumulado dos 4 primeiros meses de 2011 para 426,379 em 2012.

Dados do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior demonstram que o saldo da balança comercial mato-grossense foi o quarto maior do país, superado apenas por Minas Gerais (6,650 bilhões de dólares estadunidenses), Rio de Janeiro (4,980 bilhões de dólares estadunidenses) e Pará (3,858 bilhões de dólares estadunidenses).

IBGE – CUIABÁ