Murray e Djokovic

Roger Federer se classificou mais uma vez às semifinais de Wimbledon

Milos Raonic em três sets e se tornou o franco favorito ao título após a derrota inesperada do atual campeão, Andy Murray, e a desistência de Novak Djokovic devido a uma lesão.

Murray e Djokovic são eliminados e Federer se torna franco favorito em Wimbledon
Murray e Djokovic são eliminados e Federer se torna franco favorito em Wimbledon

Federer, que está prestes a fazer 36 anos, despachou o canadense em parciais de 6-4, 6-2 e 7-6 para chegar à sua 12ª semifinal do torneio londrino.

O suíço, que busca seu oitavo troféu em Wimbledon, disputará uma vaga na decisão com Tomas Berdych. O tcheco avançou graças ao abandono do tricampeão Djokovic.

O sérvio havia perdido o primeiro set e estava uma quebra de serviço atrás no segundo quando andou até a rede e deu a mão a Berdych depois de pedir tempo para receber tratamento médico. O segundo pré-classificado pareceu ter problemas com uma lesão em um dos braços.

Por sua vez, Murray foi derrotado por Sam Querrey em 3-6, 6-4, 6-7, 6-1 e 6-1 em uma partida durante a qual as dores no quadril acabaram afetando o jogo do escocês.

Murray, que só havia perdido uma vez para o norte-americano em oito encontros anteriores, teve problemas para se movimentar em quadra nos dois últimos sets, o que permitiu o triunfo de Querrey, que agora enfrentará na outra semifinal o croata Marin Cilic, que derrotou o luxemburguês Gilles Müller.

“Continuo surpreso”, disse Querrey depois de garantir a vitória com seu 27º ace. “Não comecei da melhor forma, mas segui adiante até que encontrei minha melhor versão no quarto e no quinto sets. É uma sensação muito boa, é um sonho que se tornou realidade… chegar a uma semifinal, e que tenha ocorrido em Wimbledon o torna um pouco mais especial”.

O bicampeão Murray se impôs claramente no primeiro set, sem mostrar sinais de que seu quadril estava causando problemas, mas depois de perder o segundo para Querrey ele começou dar mostras de dor no rosto. O número um do mundo levou o terceiro set ao tiebreak, mas não voltou a reagir e seu rival venceu nove games seguidos, levando o quarto set por 6-1 e começando o quinto com uma vantagem clara de 3-0.

O público presente à Quadra Central fez o que pôde para tentar apoiar o favorito local, mas o britânico não conseguiu se reerguer e se despediu de maneira decepcionante.

Na outra partida de quartas de final, Cilic bateu Mueller, o carrasco de Rafael Nadal na rodada anterior, por 3-6, 7-6, 7-5, 5-7 e 6-1.