Houve um óbvio alarme dos mecânicos assim que os carros foram liberados, e ambos pararam antes de completar mais uma volta. Haas mostra classe, mas decepciona na Austrália

Os pilotos da Haas estavam em quarto e quinto até suas paradas nos boxes, onde tudo deu errado.
equipe Haas na Fórmula 1 terminou em “coração partido” e multas depois que ambos os carros da escuderia foram retirados antes da metade da prova no Grande Prêmio da Austrália.

Por Ian Ransom

MELBOURNE, Austrália (Reuters) – O final de semana que começou com otimismo, tapinhas nas costas e cumprimentos pela melhor classificação da equipe Haas na Fórmula 1 terminou em “coração partido” e multas depois que ambos os carros da escuderia foram retirados antes da metade da prova no Grande Prêmio da Austrália.

O piloto dinamarquês Kevin Magnussen começou a corrida deste domingo em Albert Park no quinto lugar, com o companheiro de equipe Romain Grosjean começando a corrida em sexto depois que Daniel Ricciardo, da Red Bull, perdeu três lugares.

Os pilotos da Haas estavam em quarto e quinto até suas paradas nos boxes, onde tudo deu errado.

Houve um óbvio alarme dos mecânicos assim que os carros foram liberados, e ambos pararam antes de completar mais uma volta.

A equipe revelou depois que havia cometido o mesmo erro duas vezes, não apertando as rodas de cada um dos carros apropriadamente depois de fazer a troca de pneus.

“Foi só um pit stop ruim”, disse o chefe da equipe Guenther Steiner. “O parafuso da roda estava fixo, mas estava mal colocado. Assim a roda não fica apertada, mas para o mecânico, parecia estar apertada e não estava.”

Os fiscais de provas impuseram multas de 5.000 euros para cada incidente, acrescentando ainda outro golpe à decepção dos pilotos na primeira corrida da temporada, vencida pelo alemão Sebastian Vettel, da Ferrari.

“É bem difícil engolir isso, para o time todo”, disse Magnussen. “Ter os dois carros da equipe abandonando a prova – sendo que estávamos em boas posições e animados com isso – parte o coração um final como esse.”

Steiner disse que era “quase inacreditável” que ambos os carros tenham sofrido o mesmo destino na mesma corrida mas culpou a falta de prática no pitstop e a falta de pneus reservas.

“Quando chegarmos ao Bahrain precisamos começar a treinar o mais rápido possível por lá. Muitas pessoas que integram a equipe dos boxes estão saindo mais cedo para nos instalarmos por lá então nunca tivemos uma equipe completa. Se treinarmos com metade da equipe, pode ser ainda pior.”

http://redealmeidense.com.br/f1/wp-content/uploads/2018/03/news_pile_69x52._800x533_L_1419494209.jpghttp://redealmeidense.com.br/f1/wp-content/uploads/2018/03/news_pile_69x52._800x533_L_1419494209-150x150.jpgAutomobilismoUncategorizedHouve um óbvio alarme dos mecânicos assim que os carros foram liberados, e ambos pararam antes de completar mais uma volta. Haas mostra classe, mas decepciona na Austrália Por Ian Ransom MELBOURNE, Austrália (Reuters) - O final de semana que começou com otimismo, tapinhas nas costas e cumprimentos pela melhor classificação...A Fórmula 1 é a mais popular modalidade de automobilismo do mundo.