O chefe da Renault. Cyril Abiteboul, afirmou que não há planos de substituir Jolyon Palmer por Robert Kubica durante a segunda metade da temporada 2017 da F1.

Renault afirma que Kubica não substituirá Palmer em 2017. A Renault dará a Kubica a chance de testar um carro de F1 de 2017.
Renault afirma que Kubica não substituirá Palmer em 2017.
A Renault dará a Kubica a chance de testar um carro de F1 de 2017.

A Renault dará a Kubica a chance de testar um carro de F1 de 2017 na Hungria, seguindo uma série de testes privados e sua aparição em Goodwood.

Com a rapidez que a situação se desenvolveu, surgiram relatos de que Kubica poderia tomar o assento de Palmer ainda nesta temporada, talvez já na Bélgica.

No entanto, Abiteboul deixou claro que Palmer manterá sua vaga após as férias do meio do ano.

“Continuamos a apoiar Jo e não há absolutamente nenhuma mudança de plano”, disse Abiteboul à ‘Motorsport.com’.

“Obviamente, houveram testes com o carro de 2012, mas também fizemos outras coisas – verificações médicas e simulações.

“É verdade que, com base em todas as coisas até agora, queremos ter um olhar mais próximo sobre o quão realista seria para Robert pilotar novamente um carro de F1 moderno, e possivelmente em um contexto de corrida.

“A última oportunidade de pelo menos fazer o teste em um carro de F1 moderno será nos testes da Hungria.

“Mas isso é realmente algo para média a longo prazo. Não é um plano de curto prazo e não há chances de alterações a curto prazo na nossa dupla de pilotos.”

Abiteboul continuou: “Eu disse ( para Palmer) que Robert não é uma ameaça imediata.

“Claramente, estamos olhando opções para 2018, e Jo poderia ser uma opção para 2018 – está em suas mãos.

“O que estamos fazendo com o Robert não tem nada a ver com o que Jo faz neste fim de semana ou mesmo depois das férias, mas não haverá substituição do piloto em Spa, já que eu ouvi histórias sugerindo isso também.

“Posso confirmar que Jo estará à bordo em Spa, e o plano é para ele pilotar até o final da temporada. Jo e Robert são duas coisas diferentes”.

Abiteboul acrescentou que, mesmo se a Kubica se saia bem na sessão de testes da próxima semana, não garante que a Renault lhe dê um cockpit em 2018.

“Robert poderia ser um candidato para 2018, mas antes que possamos considerá-lo como candidato, precisamos olhar”, ele continuou a comentar.

“Em particular, precisamos ver como ele vai lidar com carros com mais downforce e com mais potência, porque claramente o carro que ele dirigiu até agora não é representativo.

“Francamente, mesmo que ele fique bem, não significa imediatamente que decidiremos por ele para 2018 porque ainda há mais que precisamos procurar”.

http://redealmeidense.com.br/f1/wp-content/uploads/2017/07/Renault-2017-1024x675.jpghttp://redealmeidense.com.br/f1/wp-content/uploads/2017/07/Renault-2017-150x150.jpgAutomobilismoFormula 1, avançada do esporte a motorO chefe da Renault. Cyril Abiteboul, afirmou que não há planos de substituir Jolyon Palmer por Robert Kubica durante a segunda metade da temporada 2017 da F1. A Renault dará a Kubica a chance de testar um carro de F1 de 2017 na Hungria, seguindo uma série de testes privados...A Fórmula 1 é a mais popular modalidade de automobilismo do mundo.