O mercado de crédito no Brasil voltou a crescer em junho, mas não o suficiente para evitar retração no semestre, sinal de falta de apetite

 crédito no Brasil sobe 0,4% em junho e inadimplência cai, diz BC
crédito no Brasil sobe 0,4% em junho e inadimplência cai, diz BC

BRASÍLIA (Reuters) – O mercado de crédito no Brasil voltou a crescer em junho, mas não o suficiente para evitar retração no semestre, sinal de falta de apetite por financiamentos em meio à ainda fraca recuperação econômica.

No mês passado, o estoque total de crédito no país mostrou expansão de 0,4 por cento sobre maio, a 3,078 trilhões de reais, interrompendo dois meses de queda, informou o Banco Central nesta quinta-feira. No acumulado do ano, no entanto, houve retração de 0,9 por cento no estoque.

Depois do tombo histórico de 3,5 por cento em 2016, o BC estima que o estoque avançará apenas 1 por cento em 2017.

O BC informou ainda que, considerando apenas o segmento de recursos livres, a inadimplência caiu a 5,6 por cento, ante 5,9 por cento em maio, primeira queda depois de três meses. Quando anunciou a liberação dos recursos das contas inativas do FGTS, a equipe econômica defendeu que a medida ajudaria na diminuição do endividamento das famílias.

No período, o spread bancário –diferença entre o custo de captação das instituições financeiras e a taxa efetivamente cobrada ao tomador final– caiu 1,2 ponto, a 36,5 pontos percentuais.

Já os juros médios recuaram a 46,1 por cento em junho, sobre 47,3 por cento em maio, respondendo à continuidade do ciclo de afrouxamento monetário que vem sendo conduzido pelo BC.

Por Marcela Ayres

http://redealmeidense.com.br/economia/wp-content/uploads/2017/07/credito-no-brasil-1024x705.jpghttp://redealmeidense.com.br/economia/wp-content/uploads/2017/07/credito-no-brasil-150x150.jpgecEconomiaO mercado de crédito no Brasil voltou a crescer em junho, mas não o suficiente para evitar retração no semestre, sinal de falta de apetite BRASÍLIA (Reuters) - O mercado de crédito no Brasil voltou a crescer em junho, mas não o suficiente para evitar retração no semestre, sinal de...Análise da produção, distribuição e consumo de bens e serviços