O relato da agência acrescentou que Trump disse que “entendeu” e prometeu suspender os exercícios militares conjuntos entre EUA e Coreia do Sul. Kim Jong Un ressaltou em cúpula que Coreia do Norte e EUA devem parar hostilidades.

O relato da agência acrescentou que Trump disse que “entendeu” e prometeu suspender os exercícios militares conjuntos entre EUA e Coreia do Sul enquanto as conversas com a Coreia do Norte prosseguissem.
Presidente dos EUA, Donald Trump, e líder da Coreia do Norte, Kim Jong Un, participam de reunião com outras autoridades, em Cingapura
12/06/2018
KCNA via REUTERS

SEUL (Reuters) – O líder norte-coreano, Kim Jong Un, disse ser “urgente” que a Coreia do Norte e os Estados Unidos interrompam “ações militares hostis e irritantes entre si”, em conversas na terça-feira com o presidente dos EUA, Donald Trump, e outras autoridades norte-americanas, informou a mídia estatal da Coreia do Norte na quarta-feira (horário local).

Kim afirmou na reunião de cúpula de terça-feira que a Coreia do Norte e os Estados Unidos devem se comprometer a evitar antagonismo entre eles e adotar medidas legais e institucionais para garantir isso, segundo a Agência Central de Notícias da Coreia (KCNA).

O relato da agência acrescentou que Trump disse que “entendeu” e prometeu suspender os exercícios militares conjuntos entre EUA e Coreia do Sul enquanto as conversas com a Coreia do Norte prosseguissem.

Reportagem de Christine Kim