Polícia do Brasil solicita Temer responder perguntas em suposta sonda de enxerto. A investigação acrescenta-se a várias acusações de enxerto que marcaram a presidência de Temer.

Polícia do Brasil solicita Temer responder perguntas em suposta sonda de enxerto
O presidente do Brasil, Michel Temer, reage durante o café da manhã com jornalistas no Palácio da Alvorada em Brasília, Brasil, 22 de dezembro de 2017. REUTERS / Adriano Machado

BRASÍLIA (Reuters) – A polícia brasileira solicitou que o presidente Michel Temer atinja 50 questões como parte de uma investigação sobre corrupção alegada que envolve um decreto que regula os portos do país, disse um porta-voz do governo na sexta-feira.

A polícia está investigando se Temer recebeu subornos em troca de moldar o decreto de forma a beneficiar a empresa de logística Rodrimar SA, que opera alguns serviços no Porto de Santos, o porto de contêiner mais movimentado da América Latina.

O decreto, publicado em maio, prolongou o prazo para contratos de concessão portuária, beneficiando os atuais operadores.

A investigação acrescenta-se a várias acusações de enxerto que marcaram a presidência de Temer, embora até agora tenha conseguido evitar um julgamento com o apoio do Congresso.

Temer negou qualquer papel nos escândalos de corrupção.

O advogado de Temer, Antonio Mariz, disse à Reuters na sexta-feira que responderia às perguntas, embora ele não tenha sido legalmente obrigado a fazê-lo.

O porta-voz se recusou a ampliar o conteúdo da lista de perguntas.

De acordo com a revista local Época, a polícia perguntou se Temer recebeu ofensas de campanha por representantes do Porto de Santos, em troca do cumprimento de suas demandas, entre outras questões.

Relatório de Lisandra Paraguassu e Ricardo Brito; Escrita de Bruno Federowski; edição de Diane Craft

Nossos Padrões: Os Princípios Thomson Reuters Trust.