Em nota, os advogados do ex-presidente afirmaram que Lula ‘tem sido vítima do lawfare, o uso da lei para fins políticos’ e que ‘o processo foi um enorme desperdício do dinheiro dos contribuintes e envergonhou o Brasil internacionalmente’.

Moro condena Lula a prisão. O juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva
Lava Jato – Moro condena Lula a prisão. O juiz Sérgio Moro condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva a cumprir a pena de nove anos e seis meses de prisão por corrupção e lavagem de dinheiro na ação que envolve o triplex no Guarujá.

Defesa reafirma inocência de Lula e diz que vai recorrer
Por Redação Edmundo Nasci8mento | quarta-feira, 12 de julho de 2017 – 20h09
A defesa disse ainda que vai provar ‘a inocência de Lula em todas as cortes não tendenciosas, incluindo as Nações Unidas’.

A defesa de Lula, que quer que Marisa seja considera inocente, fez criticas a Moro e disse que as acusações baseiam-se meramente em “convicções e atos de fé” e não em provas. “O código de processo penal impõe a absolvição sumária na hipótese da extinção da punibilidade do fato, como ocorre quando do falecimento do acusado”, diz o advogado Cristiano Zanin Martins, que assina a nota divulga à imprensa no final desta noite.

Junto com Lula, dona Marisa respondia a dois processos na Lava-Jato por lavagem de dinheiro — um referente ao tríplex do Guarujá e outro à cobertura vizinha ao apartamento do casal, em São Bernardo do Campo.

Dona Marisa Letícia havia comprado a cota referente a um apartamento padrão da Bancoop, a cooperativa dos bancários, no edifício Solaris, no Guarujá. Com a insolvência da cooperativa, a OAS assumiu a construção do prédio.

A Lava-Jato afirma que o casal Lula foi beneficiado por uma melhora da unidade, que passou a ser o tríplex, e pelas reformas feitas no imóvel, assim como a compra de móveis sob medida. O tríplex está em nome da OAS. A defesa de Lula e dona Marisa Letícia afirma que o imóvel não pertencia ao casal, que apenas foi visitar a unidade com vistas a uma possível compra, que não ocorreu.

A segunda ação que envolveu dona Marisa Letícia foi a compra da cobertura vizinha à do casal no prédio onde morava, em São Bernardo do Campo. O apartamento foi alugado pela Presidência da República durante o período que Lula foi presidente. Mesmo depois de ter deixado o Planalto, Lula continuou a usar o apartamento, que foi comprado por Glaucos Costamarques, primo do pecuarista José Carlos Bumlai, amigo de Lula.

A força tarefa da Lava-Jato afirma que a OAS comprou o apartamento para Lula, mas a unidade foi mantida em nome de um terceiro (Costamarques). A defesa de Lula e dona Marisa argumenta que o casal pagava aluguel a Costamarques pelo uso do imóvel.

http://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/Lava-Jato-Moro-condena-Lula-a-prisão-1024x800.jpghttp://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/Lava-Jato-Moro-condena-Lula-a-prisão-150x117.jpgRede AlmeidenseLava-JatoEm nota, os advogados do ex-presidente afirmaram que Lula 'tem sido vítima do lawfare, o uso da lei para fins políticos' e que 'o processo foi um enorme desperdício do dinheiro dos contribuintes e envergonhou o Brasil internacionalmente'. Defesa reafirma inocência de Lula e diz que vai recorrer Por Redação...Notícia de Política e Informação Financeira