Governo só levará reforma da Previdência ao plenário quando tiver de 320 a 330 votos, diz Temer,o que pode acontecer na última semana de maio, disse nesta segunda-feira o presidente Michel Temer em entrevista a rádios.

Temer vê resultados concretos em 1º ano de governo e retomada do crescimento
Presidente Michel Temer em reunião no Palácio do Planalto, em Brasília. 11/04/2017 REUTERS/Ueslei Marcelino

BRASÍLIA (Reuters) – O governo levará a reforma da Previdência ao plenário da Câmara dos Deputados quando tiver garantidos de 320 a 330 votos, o que pode acontecer na última semana de maio, disse nesta segunda-feira o presidente Michel Temer em entrevista a rádios.

De acordo com Temer, os líderes partidários estão levantando “nome a nome” dos deputados que podem votar a favor da reforma para garantir que, ao levar à votação, o governo tenha margem de segurança para alcançar os 308 votos necessários para aprovação.

“É possível que isso aconteça até a última semana de maio”, disse Temer. O cronograma inicial do governo era ter a reforma aprovada em dois turnos na Câmara nos primeiros 15 dias do mês.

(Reportagem de Lisandra Paraguassu)

http://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/Temer-ve-resultados-concretos-em-1-ano-de-governo.jpghttp://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/Temer-ve-resultados-concretos-em-1-ano-de-governo-150x99.jpgRede AlmeidensePalácio do PlanaltoGoverno só levará reforma da Previdência ao plenário quando tiver de 320 a 330 votos, diz Temer,o que pode acontecer na última semana de maio, disse nesta segunda-feira o presidente Michel Temer em entrevista a rádios. BRASÍLIA (Reuters) - O governo levará a reforma da Previdência ao plenário da Câmara...Notícia de política e informações financeiras.