A Odebrecht brasileira pagou US $ 3,3 bilhões em subornos ao longo de uma década: relatórios. Odebrecht SA é retratada em São Paulo, Brasil,

A sede da Odebrecht SA é retratada em São Paulo, Brasil, 21 de dezembro de 2016
A sede da Odebrecht SA é retratada em São Paulo, Brasil, 21 de dezembro de 2016. REUTERS / Paulo Whitaker

A Odebrecht SA, a empresa de engenharia brasileira no centro de um histórico escândalo de corrupção, pagou um total de cerca de US $ 3,3 bilhões em subornos nos nove anos até 2014, de acordo com testemunhos citados pela mídia local neste sábado.

Por meio de um departamento especificamente estabelecido para pagar a políticos e outros beneficiários de contratos de obras públicas, a Odebrecht pagou até US $ 730 milhões anuais em 2012 e 2013, nos anos em que os pagamentos de suborno atingiram o pico, de acordo com uma planilha que um ex-executivo teria dado aos investigadores como parte De um plea deal.

A cifra de US $ 3,3 bilhões e as respectivas cotas anuais, tal como apresentadas na planilha, foram divulgadas no sábado pelo site de notícias G1 do grupo de mídia Globo e pelo jornal Estado de S. Paulo.

Os funcionários da Odebrecht não puderam ser contatados imediatamente.

Um testemunho do plea travado esta semana por um juiz do Supremo Tribunal está esclarecendo a extensão ea forma como a Odebrecht, uma vez a mais bem-sucedida empresa de engenharia da América Latina, pagou rotineiramente funcionários no Brasil e em outros países em troca de contratos vencedores.

Edson Fachin, autorizou a investigação de oito ministros do governo, 12 governadores e dezenas de legisladores federais envolvidos no escândalo, descobertos há três anos por causa de uma investigação de retrocesso na estatal Petroleo Brasileiro SA, ou Petrobras ( PETR4.SA ).

A Odebrecht, cujo ex-presidente executivo está preso desde 2015 por causa da sonda, negociou um acordo de súplica de longo alcance com investigadores brasileiros no ano passado, levando a testemunhos de cerca de 80 executivos e funcionários da empresa.

Juntamente com uma afiliada, a Odebrecht também concordou no ano passado em pagar pelo menos US $ 3,5 bilhões a investigadores dos EUA e da Suíça por acusações internacionais relacionadas ao escândalo.

Mais cedo no sábado, o Estado de S. Paulo também informou que as autoridades brasileiras estavam investigando se algum dos remorsos estrangeiros a empresa já admitiu violar a lei brasileira. A empresa efetuou esses pagamentos em países como México, Equador, Peru e Angola.

(Reportagem de Paulo Prada, edição de Sandra Maler)

http://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/2017/04/A-sede-da-Odebrecht-SA-é-retratada-em-São-Paulo-Brasil-21-de-dezembro-de-2016.jpghttp://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/2017/04/A-sede-da-Odebrecht-SA-é-retratada-em-São-Paulo-Brasil-21-de-dezembro-de-2016-250x164.jpgRede AlmeidenseNoticiaA Odebrecht brasileira pagou US $ 3,3 bilhões em subornos ao longo de uma década: relatórios. Odebrecht SA é retratada em São Paulo, Brasil, A Odebrecht SA, a empresa de engenharia brasileira no centro de um histórico escândalo de corrupção, pagou um total de cerca de US $ 3,3 bilhões...Notícia de política e informação financeira