Brasil encontra problemas em amostras de plantas de carne que estão sendo investigadas.O trabalho de auditoria do ministério também levantou questões como excesso de amido em salsichas

Brasil encontra problemas em amostras de plantas de carne que estão sendo investigadas
Brasil encontra problemas em amostras de plantas de carne que estão sendo investigadas

O Ministério da Agricultura do Brasil informou nesta quinta-feira que encontrou salmonelas e estafilococos em oito das 302 amostras de produtos à base de carne coletados das 21 fábricas de processamento de carne que estão sendo investigadas em uma sonda de corrupção.

O ministério disse que havia iniciado procedimentos para cancelar as licenças de inspeção federal de pelo menos duas empresas em conexão com as conclusões. Sem essas licenças, que certificam que os produtos são seguros, as empresas empacotadoras não podem operar.

O trabalho de auditoria do ministério também levantou questões como excesso de amido em salsichas e água além dos limites tolerados em amostras de frango. Tais problemas foram encontrados em 10,2 por cento das amostras, o ministério disse.

As 21 fábricas envolvidas na auditoria foram envolvidas em uma sondagem que alegou que os principais meatpackers subornaram os inspetores federais de saúde para permitir a produção e comercialização de produtos à base de carne irregular.

Depois de concluir o trabalho de auditoria antes do previsto, o governo disse que iria “intensificar as inspeções” e avançar no calendário de auditoria.

As inspeções estão sendo realizadas nos estados da Bahia, Tocatins, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo, disse o ministério.

“Queremos que as auditorias nos dêem uma noção real do estado dos serviços de inspeção em cada estado”, disse Eumar Novacki, secretário executivo do Ministério da Agricultura. Os resultados das auditorias serão compartilhados com promotores federais e com a polícia federal, disse ele.

Em 17 de março, uma investigação das autoridades de saneamento do governo implicou empacotadores de carne como BRF SA e JBS SA, e levou grandes compradores como China e Hong Kong a proibir temporariamente os produtos cárneos do Brasil.

A polícia acusou mais de 100 pessoas, na maioria inspetores, de aceitarem subornos em troca de permitir a venda de produtos rançosos, a falsificação de documentos de exportação ou a não inspeção das fábricas de carne.

Em abril e maio, funcionários do Ministério da Agricultura visitarão importadores de produtos cárneos brasileiros em uma tentativa de mostrar aos compradores que estão seguros, de acordo com o comunicado.

No início desta semana, o Ministério da Agricultura suspendeu a proibição de exportação de três das 21 fábricas visadas na sonda de carne, após o trabalho de auditoria não encontrar irregularidades.

(Reportagem de Cesar Raizer, Redação de Marcelo Teixeira e Ana Mano, Edição de Peter Cooney)

http://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/2017/04/Ministério-da-Agricultura-do-Brasil-1024x768.jpghttp://redealmeidense.com.br/wp-content/uploads/2017/04/Ministério-da-Agricultura-do-Brasil-250x188.jpgRede AlmeidensedestaqueBrasil encontra problemas em amostras de plantas de carne que estão sendo investigadas.O trabalho de auditoria do ministério também levantou questões como excesso de amido em salsichas O Ministério da Agricultura do Brasil informou nesta quinta-feira que encontrou salmonelas e estafilococos em oito das 302 amostras de produtos à base...Notícia de política e informações financeiras.